Oi Kabum: Educação pela comunicação

Com o objetivo de conhecer novas práticas de comunicação, estudantes da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (UFBA) visitaram o programa Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia, no Centro Histórico de Salvador. Fruto de uma parceria do Instituto Oi Futuro com a Organização não governamental CIPÓ Comunicação Interativa, o projeto oferece a jovens estudantes ou egressos da rede pública de Salvador formação em quatro cursos de linguagens artístico-tecnológicas: Vídeo, Fotografia, Design Gráfico e Computação Gráfica.

Estudantes de comunicação visitaram a Oi Kabum no dia 01 de fevereiro

Nesses cursos, os jovens têm a oportunidade de ampliar suas habilidades de expressão e seu repertório cultural numa formação completa, técnica e humana. Além de estar presente na capital baiana, o projeto também é realizado em Belo Horizonte, Recife e Rio de Janeiro. A proposta é fazer com que os jovens se apropriem das tecnologias da comunicação e da informação em processos criativos, podendo assim atuar nos campos de trabalho artístico e cultural.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Produção Jean Cardoso, anualmente cerca de 350 jovens são formados em quatro turmas de 80 alunos, sendo 20 jovens da região do Nordeste de Amaralina, 20 do Centro Histórico e 40 do Subúrbio Ferroviário.  Para ele, a mola mestra do projeto é dar oportunidade aos jovens de bairros populares que, em geral, não teriam condições financeiras para fazer um curso desse nível. “O perfil desses jovens é eminentemente os que estudam em escolas públicas e moram em comunidades populares de Salvador. Nosso objetivo é inseri-los no mercado do audiovisual”, enfatiza Cardoso.

Ele afirma ainda que os jovens encontram na Oi Kabum uma boa estrutura na área audiovisual, e já saem dos cursos tendo contato com o que há de melhor em termo de equipamentos, do próprio conteúdo e dos profissionais que trabalham no projeto, “Temos os melhores profissionais da área, portanto eles saem com a vantagem que no mercado eles não teriam. Eles vão poder competir de maneira igual”.

Perfil dos jovens

A escolha do perfil dos jovens segue um critério de territorialidade desenvolvido pela Cipó, em bairros onde ela já tem ações, como o Nordeste de Amaralina e o Subúrbio Ferroviário. Inicialmente localizada no Nordeste de Amaralina, o projeto Oi Kabum! foi realocado para o Centro Histórico, inserindo, consequentemente, os jovens da área do Pelourinho e adjacências. “A inserção do Centro Histórico no projeto foi feita por estarmos no lugar e agora fazermos parte dele”, afirmou o coordenador.

Exposição de fotos produzidas por jovens da
Oi Kabum!

A satisfação conquistada quando as turmas são formadas, segundo Jean Cardoso, é “primeiro, de dever cumprido e, segundo, é muito gratificante trabalhar em projetos como esses onde podemos ver um resultado concreto, no final de um ano e meio formamos cerca de 300 alunos e criamos um vínculo que em alguns casos são continuados”.

* Nádia e Cássio são estudantes da Facom-UFBA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s