Bando de Teatro Olodum realiza Festival A Cena Tá Preta totalmente online e gratuito

O Bando de Teatro Olodum e a Mil Produções realizam, entre os dias 06 e 10 de abril, a 11ª edição do Festival de Arte Negra A Cena Tá Preta, em formato totalmente online e gratuito.

O Festival integra as comemorações pelos 30 anos de trajetória da companhia e apresentará sete espetáculos do repertório do grupo, entre montagem infantil e adulto, além de leitura dramática, mesa redonda e oficinas.

Os espetáculos que serão transmitidos pela internet contam com a direção ou atuação de artistas do Bando de Teatro Olodum. A leitura dramática e as ações formativas também serão realizadas no ambiente virtual por meio de videoconferência.

As oficinas serão: Preparação do ator/atriz, com a atriz Valdinéia Soriano e o ator Ednaldo Muniz; Música para o Teatro, com o músico e compositor Jarbas Bittencourt; Memória e Identidade, com a atriz e museóloga Cássia Valle; e Preparação Corporal (o corpo na cena), com o dançarino e coreógrafo José Carlos Arandiba (Zebrinha) e e Arismar Adoné Jr.  As inscrições para as oficinas estão abertas de 8 a 28 de março, e as vagas são limitadas. Inscrições no link: https://cutt.ly/oficinasperformancenegra

Na abertura do Festival, dia 06/04, 18h, acontece a palestra “A história do Teatro Negro no Brasil e sua dramaturgia”, com a doutora em Difusão do Conhecimento pela UFBA, Mabel Freitas, autora do livro “Bando de Teatro Olodum: uma política social in cena” (Editora UFPE, 2014). Logo depois, Mabel Freitas participa de mesa redonda, juntamente com o ator, diretor e dramaturgo Ângelo Flávio e mediação do ator Fábio Santana, sobre a temática da Performance Negra, com interação do público, que poderá enviar comentários e perguntas online.

Programação

Integram a programação do Festival A Cena Tá Preta 2021, as montagens: Maloquêro, texto e atuação de Jhoilson de Oliveira e direção de Merry Batista; Nas Encruza, texto e atuação de Leno Sacramento e direção de Roquildes Júnior; Se Deus fosse preto (O legado de LOID), texto e atuação de Sergio Laurentino e direção de Jean Pedro; Vi(elas), que tem atuação de Inah Irenan, texto de Leno Sacramento e direção de Leno Sacramento e Roquildes Júnior e o Recital Vozes Negras, concepção e direção de Jorge Washington e elencoformadoporLuciana Sousa, Denise Correia, Fábio Santana, Shirley Silva e o violonista Mauricio Lourenço.

Completam a programação osinfantis: Boquinha … E assim surgiu o mundo, texto de Lázaro Ramos e direção e atuação de Ridson Reis e Sarauzinho da Calu, vencedor do Prêmio Braskem de Melhor Espetáculo Infantil 2020, com texto e direção de Cássia Valle e grande elenco.

Bando 30 anos – O Bando de Teatro Olodum é a companhia de teatro negro de maior visibilidade na história das artes cênicas na Bahia e uma das mais consolidadas do país, que há 30 anos ininterruptos defende um projeto de expressão negra coletiva nas artes cênicas, tendo as atrizes e atores negros como protagonistas das suas narrativas. A programação do Festival revela o talento dos artistas que integram a companhia, que se destacam na atuação, direção, criação de textos e outras áreas das artes cênicas, como iluminação e trilha sonora.  

Realizado pelo Bando de Teatro Olodum e Mil Produções, a 11ª edição do Festival de Arte Negra A Cena Tá Preta tem apoio financeiro do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia), via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Histórico – Em 17 de outubro de 1990, nasceu em Salvador o Bando de Teatro Olodum, fruto de uma parceria entre o Grupo Cultural Olodum e artistas do teatro baiano (Márcio Meirelles, Chica Carelli, Maria Eugênia Millet e Leda Ornelas), convocando artistas negros, alguns sem experiências com as artes cênicas, outros com histórico de militância política e cultural na periferia da cidade.

Espetáculos – Entre os grandes sucessos da companhia que marcaram a história do teatro baiano estão: Ó Paí, ó, que ganhou versão para o cinema e uma série na tevê; a revista musical Cabaré da Rrrraça; a premiada versão afro-baiana para o clássico de Shakespeare Sonho de Uma Noite de Verão; a celebração à ancestralidade negra Bença e o infantil Áfricas, que contagia adultos e crianças.

Além dos mais de 20 espetáculos já montados nestes 30 anos e de incursões no cinema e na televisão, o Bando leva o público à reflexão sobre os temas abordados em oficinas, debates e encontro com grupos de performances negras. São projetos como as Oficinas de Performance Negra e o Festival de Arte Negra A Cena Tá Preta, que anualmente dão destaque aos talentos das artes cênicas, comprometidos com a valorização da cultura afro-brasileira.

SERVIÇO

11º Festival de Arte Negra A Cena Tá Preta

Espetáculos adultos e infantis, leitura dramática, palestra, mesa redonda e oficinas

Quando: 06 a 10 de abril de 2021 (terça a sábado)

Gratuito e totalmente Online

Onde: https://www.youtube.com/user/bandodeteatro

Realização: Bando de Teatro Olodum e Mil Produções

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Informações para Imprensa: André Luís Santana (71. 98873-7047 / 99205-5179 – whatsapp)

FESTIVAL DE ARTE NEGRA A CENA TÁ PRETA ANO XI

PROGRAMAÇÃO

Período: 06 a 10 de abril de 2021

Local dos Espetáculos: https://www.youtube.com/user/bandodeteatro

Inscrições para as oficinas, de 08 a 28 de março. No link: https://cutt.ly/oficinasperformancenegra

TERÇA-FEIRA 06/04

18h Abertura do Festival

Palestra: A história do Teatro Negro no Brasil e sua dramaturgia, com Mabel Freitas

Mesa Redonda: Ângelo Flávio e Mabel Freitas, mediador Fábio Santana

20h Espetáculo  Vi(elas)  

QUARTA-FEIRA 07/04

Oficinas

10h às 13h Música para Teatro, Jarbas Bittencourt

15h às 18h Memória e Identidade – Corpo templo primeiro local de memórias, Cássia Valle.

20h  Espetáculo  Maloquêro  

QUINTA-FEIRA 08/04

10h às 13h Oficina: Preparação de ator/atriz – O Corpo em cena, Valdinéia Soriano e Ednaldo Muniz

18h Leitura dramática Travessias

20h Espetáculo adulto  Se Deus Fosse Preto

SEXTA-FEIRA 09/04

10h Oficina de Dança – O Corpo na Cena, José Carlos Arandiba (Zebrinha) e Arismar Adoné Jr.

17h Espetáculo Infantil Boquinha… E assim surgiu o mundo

20h Espetáculo adulto Nas Encruza

SÁBADO 10/04

17h Espetáculo Infantil Sarauzinho da Calu

20h Espetáculo adulto Sarau Vozes Negras

Encerramento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s